Vocacional

Como os pais podem ajudar os filhos a descobrirem sua vocação?

Pais, tenham em mente que a vocação é algo pessoal!

A vocação vem impressa em cada ser, e quando falamos em vocação, não nos referimos apenas ao âmbito espiritual e religioso, mas a todas as outras áreas. Todos nós trazemos em nós uma série de aptidões naturais, um certo chamamento e interesses específicos, competências que nos movem e impulsionam a realizarmos atividades relacionadas ao que desejamos ou sentimos.

A vocação, portanto, é o talento, a vontade e o prazer de realizar aquele chamado. Isso acontece ainda quando jovem, e é papel dos pais ajudar os filhos a descobri-los.

Quando o jovem atinge a época de escolher qual caminho profissional seguir, nasce aí um grande conflito interno, pois ele se vê tendo de escolher entre o que ele gosta e o que é mais conveniente, o que lhe garante um futuro estável. A pressão interna que este jovem passa é regada por muitas dúvidas e questões. Nesse momento, é bom e necessário alguém com experiência para orientá-lo; e os pais, nessa hora, são extremamente importantes.

Algo muito importante e real é os pais terem em mente que o jovem não é obrigado a seguir a mesma profissão que a deles. Por mais que os pais desejem isso, que a profissão seja rentável ou algo assim, a escolha da profissão é algo pessoal e intransferível. Portanto, a orientação começa por aí: fazê-los descobrir e despertar para o seu próprio “chamado”. Porém, falar sobre as profissões da família, dos pais, tios, avós, faz com que o jovem amplie sua visão e tenha contato com os diferentes caminhos que sua família tomou. É também muito importante inserir nas conversas de família o assunto carreira e profissões. Podemos dizer que sempre é tempo de investir no diálogo e saber escutar o que seus filhos têm para dizer.

Procure especialização

Pesquise com eles e se informe sobre as profissões atuais e as melhores perspectivas do mercado de trabalho, a realidade profissional de cada área. Se possível, visitem as faculdades e os ambientes universitários. Ajude-os a distinguir o curso e carreira profissional. Existem diferentes cursos que podem levar para a mesma área que seu filho se sente chamado. Por exemplo, se ele se sente chamado para a área de comunicação, terá como opção o jornalismo, a comunicação social, publicidade e propaganda, cinema e vídeo, linguística, relações públicas e por aí vai.

A opção do curso deve ser vista como base na qual o jovem construirá sua carreira profissional, que mais à frente poderá ser apoiada por cursos de especialização e pós-graduação ou outra graduação complementar.

Fonte: Paulo Victor e Letícia Dias – Canção Nova

Adicionar Comentário

Clique aqui para postar seu comentário

PALAVRA DO BISPO

Dom Antônio Carlos Cruz Santos

Dom Antônio Carlos Cruz Santos

Bispo Diocesano de Caicó

TUTELA DE MENORES

AGENDA DIOCESANA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹Maio 2020› »