Notícias da Igreja Sem categoria

Comissão da CNBB NE 2 define ações de combate a intolerância religiosa

Um grande encontro de formação e fomentar a criação de comissões diocesanas e arquidiocesanas em todo o território da CNBB Nordeste 2 já a partir de 2020. Essas são as primeiras metas da Comissão Regional Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso sob a presidência de dom Fernando Saburido.

Na reunião de estreia do também arcebispo da Arquidiocese de Olinda e Recife à frente da comissão, nesta quarta-feira (27), foram confirmados os demais integrantes da coordenação. Assumem a secretaria e a subsecretaria, respectivamente, o padre Fábio dos Santos, da arquidiocese pernambucana, e Margarida, leiga consagrada do Movimento dos Focolares.

Como assessores da equipe, foram escolhidos o professor e doutor Gilbraz Aragão, frei Tito Figueirôa e o padre Marcelo Barros. Segundo dom Saburido, cada província da CNBB NE 2 – Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte – terá um representante na comissão.

Para o secretário, padre Fábio dos Santos, mais conhecido como padre Fábio Potiguar, a nova comissão está entusiasmada com a missão de promover a tolerância dentro e fora da Igreja. “É preciso começar esclarecendo que ecumenismo é a relação entre as igrejas cristãs o que é diferente de sincretismo, e o diálogo inter-religioso diz respeito à convivência com as religiões não-cristãs. É a partir desse entendimento que devemos promover as iniciativas fraternas”, afirmou.

O sacerdote apontou os documentos da Igreja sobre ecumenismo e a troca de experiências com membros de outras igrejas para a formação dos católicos. “Há vários documentos ricos na Igreja a partir do Concílio Vaticano II, também há um dicastério que cuida do tema e pode nos orientar”, destacou.

Desafio

O secretário, que disse ter recebido com muita alegria o convite de dom Fernando para integrar a comissão regional, reconheceu que o desafio é ainda maior se considerada a conjuntura mundial. “Há um movimento de intolerância religiosa, sem dúvidas isso aumenta o nosso compromisso como Igreja em relação à defesa da liberdade religiosa e ao respeito aos símbolos sagrados de todos os credos”.

De acordo com padre Fábio Potiguar, a receita está em “não querer inventar a roda” e seguir o trabalho que a Igreja já faz. “Vamos dar continuidade aos encontros e demais iniciativas da comissão como a vivência da Semana Nacional pela Unidade dos Cristãos. Nossa intenção é impulsionar essas outras importantes ações que buscam a fraternidade, o respeito e a tolerância”, destacou.

Fonte: cnbbne2.or.br

PALAVRA DO BISPO

Dom Antônio Carlos Cruz Santos

Dom Antônio Carlos Cruz Santos

Bispo Diocesano de Caicó

TUTELA DE MENORES

AGENDA DIOCESANA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹set 2020› »