Notícias da Igreja

CNBB LANÇA A “COLETA DO BEM”, INICIATIVA QUE UNIFICA A CAMPANHA DA FRATERNIDADE E A DA EVANGELIZAÇÃO NESSE ANO

A “Coleta do Bem”, nome oficial da iniciativa que unifica a Coleta da Solidariedade (gesto concreto da Campanha da Fraternidade) com a Coleta da Campanha para a Evangelização, será feita este ano em caráter extraordinário devido à pandemia na Solenidade de Cristo Rei.

Com o tema “É tempo de Cuidar da Evangelização” e lema “Conheceis a generosidade de Cristo” (2 Cor 8,9), a Coleta do Bem também está em sintonia com a Ação Solidária Emergencial da Igreja no Brasil, uma iniciativa da CNBB e Cáritas Brasileira (conheça aqui).

“Cada cristão é chamado a viver e refletir essa generosidade com amor, fé e co-responsabilidade”, afirma padre Patriky Samuel Batista, secretário executivo das Campanhas da CNBB, sobre o lema da Coleta do Bem. Ele ainda garantiu que a inspiração do lema veio das últimas catequeses feitas pelo Papa Francisco, que tratam da solidariedade na perspectiva cristã.

A Coleta do Bem, será realizada no fim de semana da solenidade de cristo Rei, dias 21 e 22 de novembro. Durante todo mês a proposta é refletir sobre três realidades: evangelização dos Pobres; Anúncio da Palavra e Vida em plenitude.

“O que inspira esse cuidado é a própria generosidade de Cristo que sendo rico, como diz São Paulo, esvaziou-se de si mesmo e se doou a nós nos ensinando a fazer de nossas vidas uma oferta generosa da presença de Deus que é bondoso, compassivo e carinhoso (Sl 102). Como Igreja cuidamos do Anúncio da Palavra, dos Pobres e da Vida, dom de Deus para ser cultivado e compromisso a ser assumido”, afirma padre Patriky.

Cartaz

Nesta terça-feira, dia 15 de setembro, foi lançado o cartaz oficial da Coleta do Bem. A arte traz o título e lema da Campanha e enfatiza por meio de imagens o cuidado com os pobres, com o anúncio da Palavra e com o dom da vida.

A arte do cartaz foi elaborada pela designer Carla Chaves, juntamente com a assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Belo Horizonte: a designer e publicitária Miriam Barreto; a publicitária Cynthia Xavier; a designer Fernanda Alves e o estudante de publicidade João Vitor Barros, sob a coordenação da jornalista Ana Maria Rezende Miranda.

“Nesta época de pandemia é tempo de cuidar da Evangelização. De uma evangelização que se faz, que acontece também por meio do cuidado para com a Palavra de Deus e no cuidado litúrgico com as celebrações, mas também no cuidado com os pobres no horizonte da caridade cristã. A Evangelização supõe também recursos financeiros. Por esta razão nossa contribuição chega a diversos irmãos e irmãs que, com a pandemia, estão sofrendo ainda mais.”, afirma padre Patriky.

Faça o download do cartaz:

Versão 1
Versão 2
Versão 3

Destinação dos Recursos

No que tange à destinação dos recursos, padre Patriky explicou que do total arrecado com esta Coleta do Bem, 50% dos recursos serão da Coleta da Solidariedade e os outros 50% da Coleta da Evangelização. Da porcentagem destinada à da Soliedariedade, 60% serão destinados ao Fundo Diocesano de Solidariedade (FDS) e 40% para o Fundo Nacional de Solidariedade (FNS). “Com esse recurso a CNBB apoia diversos projetos pelo Brasil afora”, aponta padre Patriky.

Já os outros 50% que dizem respeito à Coleta da Evangelização, 45% serão destinados à diocese, 35% para a CNBB e 20% para o regional.

Ainda como novidade, padre Patriky adiantou, com exclusividade, que haverá um processo de “digitalização das Campanhas”. Isto porque um site está sendo preparado, com o objetivo de agregar e modernizar, a forma de recolhimento das contribuições. Em breve, a proposta estará disponível para acesso.

Saiba mais sobre as Campanhas e conheça os projetos apoiados: https://campanhas.cnbb.org.br/.

Oração para a Campanha da Evangelização 2020

 

Bendito sois, Deus da vida,
auxílio dos pobres e vulneráveis,
amparo daqueles que esperam em vós.
Ajudai-nos a testemunhar a alegria da evangelização,
em meio aos desafi os do tempo presente.
Batizados e enviados para anunciar a Palavra, cuidar da vida e
evangelizar os pobres, vivendo
em comunidades eclesias missionárias,
queremos renovar nossa responsabilidade com a missão da Igreja.
Renovai nossa esperança,
fortalecei nosso chamado,
enviai-nos em missão.
Por Jesus Cristo,
na força do Espírito Santo.
Amém.

Hino É tempo de cuidar

Dom Ricardo Hoepers – Letra e melodia
Arranjos e interpretação – Francis da Silva Prates, Ângelo Schenque e Emílio Piva

É tempo de cuidar,
Olhar bem ao redor,
Mover-se em compaixão.

É tempo de sonhar
Um mundo mais humano,
Fraterno, mais irmão.

É tempo de ser pão,
Doar-se e repartir
Com quem não tem mais nada.

Nos passos de Jesus,
Ser alento e conforto
Na escuridão, ser luz.

A VIDA É TÃO BELA,
PRESENTE DE DEUS
QUE NA CRUZ MORREU PARA NOS SALVAR.

SAGRADA E TÃO SINGELA,
ESCOLHE, POIS A VIDA,
É TEMPO DE CUIDAR!

SAGRADA E TÃO SINGELA,
ESCOLHE, POIS A VIDA!
A QUEM AMA, SEMPRE É TEMPO DE CUIDAR

PALAVRA DO BISPO

Dom Antônio Carlos Cruz Santos

Dom Antônio Carlos Cruz Santos

Bispo Diocesano de Caicó

TUTELA DE MENORES

AGENDA DIOCESANA

SuMoTuWeThFrSa
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹set 2020› »